Política

Reinaldo se reúne com governadores em busca de recursos federais

Nova edição do Fórum dos Governadores ocorre nesta manhã (08) em Brasília, na sede do Banco do Brasil

Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) durante entrevista, em Campo Grande (Foto: Marina Pacheco) Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) durante entrevista, em Campo Grande (Foto: Marina Pacheco)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) se reúne hoje (08), a partir das 9h, com os outros 26 governadores do País, em Brasília, para debaterem uma série de possibilidades em busca de recursos federais, através do fundo nacional de segurança, Lei Kandir, cessão onerosa do pré-sal e até um novo pacto federativo.

O Fórum Nacional de Governadores ocorre na sede do Banco do Brasil, que fica na Asa Norte, em Brasília. A expectativa é que os 27 chefes dos executivos estaduais participem do evento e possam discutir temas importantes para as finanças públicas. Dentro deste debate também será debatido a reforma da previdência.

Reinaldo adiantou que entre os temas em pauta está os recursos do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) a partir de 2020, assim como a distribuição do fundo nacional de segurança, onde Mato Grosso do Sul teria direito a R$ 13 milhões.

“Existe um excesso de exigências, contribuindo muito pouco”, adiantou o tucano. O anfitrião do evento será o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), tendo como coanfitriões, os governadores de São Paulo, João Doria (PSDB), e Wilson Witzel (PSC), do Rio de Janeiro.

Recursos – Os governadores querem debater um novo pacto federativo para mudar a distribuição de impostos arrecadados, assim como buscar uma solução para Lei Kandir, onde alguns estados são prejudicados com a desoneração de impostos na exportação.

Também haverá a discussão sobre o “Plano Mansueto”, que seria um financiamento da União para emprestar recursos aos estados. Ainda em pauta está a repartição da cessão onerosa do pré-sal, onde parte deste dinheiro iria ser repassado para os entes federados, como uma forma de ajuda financeira.

Temas – Junto com os interesses dos estados, ainda está a articulação política do governo federal em relação às reformas da previdência e tributária, além do pedido de apoio em relação a lei “anticrimes” proposta pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Pela participação dos governadores, o evento terá a presença dos ministros de Estado, do presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Comentários