Política

Recapeamento da Joaquim Teixeira Alves em Dourados fica R$ 768 mil mais caro

Contrato originalmente de R$ 3,3 milhões sofreu reajuste de valor e foi prorrogado para encerrar no próximo dia 5 de junho

Recapeamento das avenidas de Dourados faz parte de pacote de investimentos estadual (Foto: Divulgação/Agesul) Recapeamento das avenidas de Dourados faz parte de pacote de investimentos estadual (Foto: Divulgação/Agesul)

O recapeamento da Avenida Joaquim Teixeira Alves, em Dourados, ficou mais caro do que previsto originalmente. Custeado pelo Governo de Mato Grosso do Sul, o serviço executado em 7,8 quilômetros, contratado por R$ 3,3 milhões, sofreu acréscimo de R$ 768.286,00 no valor do contrato firmado com a Planacon Construtora Ltda, que também foi prorrogado por 60 dias. 

Essas informações constam no Extrato do I Termo Aditivo ao Contrato nº 0154/2017/AGESUL, publicado na edição desta sexta-feira (12) do Diário Oficial do Estado. O documento foi assinado no dia 28 de março por Luis Roberto Martins de Araújo, diretor-presidente da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), e Geraldo Alves de Assis, representante da empreiteira.

Não há detalhes sobre a motivação das mudanças no contrato para obras de restauração funcional dos pavimentos (recapeamento) na Rua Joaquim Teixeira Alves, que teria sido encerrado no dia 7 de abril, mas foi prorrogado até 5 de junho deste ano.

No dia 10 de dezembro de 2018, a Agesul informou que o recapeamento da Avenida Joaquim Teixeira Alves já havia sido 100% concluído. Na ocasião, também detalhou que a Marcelino Pires tinha 54% das obras executadas, a Weimar Gonçalves Torres 86%, e declarou que as conclusões deveriam ocorrer em maio e julho deste ano, respectivamente.

INVESTIMENTOS

O recapeamento das principais avenidas de Dourados faz parte de um pacote de investimentos superiores a R$ 22 milhões, oficializado em 2016 pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Para recuperar o asfalto da Avenida Marcelino Pires, a Concrenavi Concreto Usinado, empresa de Naviraí, foi contratada por R$ 11,3 milhões, via licitação.

A Avenida Weimar Gonçalves Torres teve o serviço assumido pela NK Construtora Ltda, de Caarapó, contratada por R$ 7,3 milhões. E a Joaquim Teixeira Alves, com 7,8 quilômetros, é responsabilidade da Planacon Construtora Ltda.

Comentários