Política

Denunciante desaparece e Câmara decide arquivar pedido de cassação de Olavo Sul

Chefe do Legislativo não conseguiu encontrar autora da denúncia e considerou que o documento apresentado por ela contra o parlamentar "padece de coerência e veracidade"

Vereador Olavo Sul disse ter que denúncia foi falsa e partiu como retaliação política (Foto: Divulgação) Vereador Olavo Sul disse ter que denúncia foi falsa e partiu como retaliação política (Foto: Divulgação)

O presidente da Câmara de Dourados, Alan Guedes (DEM) determinou o arquivamento da denúncia que pedia a cassação do mandato do vereador Olavo Sul (Patriota). A decisão foi tomada porque a denunciante não apresentou documentos necessários para aprofundamento das investigações e desapareceu. 

Conforme já revelado pela 94FM, em 26 de maio Neide Souza Mariano protocolizou denúncia de que Olavo Sul praticou falsidade ideológica em processo eleitoral para escolha de representantes da Udam (União Douradense das Associações de Moradores), em agosto de 2015. Ela citou ainda um processo do qual ele seria alvo, em trâmite na Justiça Estadual.

No entanto, após apuração preliminar, o chefe do Legislativo apontou não ter sido possível encontrar a denunciante para que ela apresentasse certificado de quitação eleitoral, indispensável para oferecimento da denúncia. Além disso, declarou que a denúncia "padece de coerência e veracidade".

"Dessa forma, fica claro que a informação trazida pela Sra. Neide Souza Mariano é falsa, uma vez que Olavo Sul não é Réu na ação nº 0005256-49.2016.8.12.0002, promovida pelo Ministério Público Estadual para julgar crimes de falsidade ideológica e falso testemunho”, pontuou o vereador Alan Guedes.

Com a decisão da presidência da Câmara, o caso agora será arquivado e sequer deve ser apreciado pelo plenário do Palácio Jaguaribe.

Em entrevista à 94FM no dia seguinte à denúncia, Olavo Sul declarou estar tranquilo para provar inocência, acusou retaliação política por seu posicionamento na Casa de Leis e informou que sua assessoria jurídica estava tomando as medidas cabíveis para comprovar a invalidade da denúncia e responsabilizar os responsáveis por ela.

“Eu vejo isso como uma retaliação política, porque tenho mantido um posicionamento firme na Câmara. Estou tranquilo, tenho recebido apoio tanto dos vereadores quanto da população, que tem acompanhado nosso trabalho. Seria um meio de causar problemas à minha imagem. Mas após a averiguação espero que vamos sair ainda mais fortalecidos”, afirmou o vereador na ocasião.

Comentários