Política

Bolsonaro defende trabalho infantil, mas avisa que não vai descriminalizar

Por Marco Eusébio

Isac Nóbrega/PR Isac Nóbrega/PR

Jair Bolsonaro defendeu o trabalho infantil em vídeo no Facebook ao contar na quinta (04) que trabalhou na infância, com os irmãos, em uma fazenda na região de Eldorado Paulista (SP), quando seu pai administrava e era "peão" da propriedade. "Eu, com 9, 10 anos de idade, quebrava milho na plantação e quatro ou cinco dias depois, com sol, você ia colher o milho. Olha só, trabalhando com 9, 10 anos de idade, na fazenda, não fui prejudicado em nada. Quando um moleque de 9 ou 10 anos vai trabalhar em algum lugar, tá cheio de gente aí: 'trabalho escravo, não sei o quê, trabalho infantil...'. Agora, quando tá fumando um paralelepípedo de crack, ninguém fala nada. Então, o trabalho não atrapalha a vida de ninguém". Em seguida, o presidente frisou: "Fique tranquilo que eu não vou apresentar nenhum projeto aqui para descriminalizar o trabalho infantil, porque eu seria massacrado".

A lei brasileira proíbe trabalho para menores de 16 anos, exceto na condição de aprendiz, que só pode ser exercida a partir dos 14. Na live, Bolsonaro criticou o excesso de direitos e poucos deveres: "Hoje em dia é tanto direito, tanta proteção, que tem uma juventude aí que uma parte considerável não tá na linha certa. (...) Hoje você só tem direitos. Deveres quase nenhum, e é por isso que nós afundamos cada vez mais". No vídeo, chamou os ministros Ernesto Araújo de "Garrincha", Tereza Cristina de "Pelé" e Paulo Guedes de "Nilton Santos" pelo acordo Mercosul - União Europeia e falou de outros assuntos - veja aqui no Facebook.

Criticado por adversários sobre o vídeo, Bolsonaro escreveu na sexta (05) no Twitter: "A esquerda está me atacando por defender que nossos filhos sejam educados para desenvolver a cultura do trabalho desde cedo. Se eu estivesse defendendo sexualização e uso de drogas, estariam me idolatrando. Essa é a verdade!"

- A esquerda está me atacando por defender que nossos filhos sejam educados para desenvolver a cultura do trabalho desde cedo. Se eu estivesse defendendo sexualização e uso de drogas, estariam me idolatrando. Essa é a verdade!

• • • • •

A líder do governo Bolsonaro no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) visitou na sexta em Campo Grande o governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Entre os presentes ao encontro na Governadoria, estavam o deputado federal Beto Pereira (PSDB), o vice-governador Murilo Zauith (DEM), o presidente da Assembleia, Paulo Corrêa (PSDB) e dos secretários Carlos Alberto Assis (Articulação Política) e Jaime verruck (Semagro). Embora o texto-base tenha sido aprovado na comissão especial da Câmara com ampla maioria, Joice Hasselmann está percorrendo os estados visando garantir apoio para aprovar a reforma da Previdência no plenário da Casa, onde a PEC precisa de pelo menos 208 votos dos deputados em dois turnos de votação.

Falamos sobre as reformas estruturantes que o Brasil precisa para voltar a crescer e gerar oportunidades para a nossa gente, como a Reforma da Previdência, que foi aprovada na comissão especial da Câmara e seguirá para votação no plenário. pic.twitter.com/QgGlqsCOBM

• • • • •

Bolsonaro posa de astronauta com Marcos Pontes na festa da independência dos EUA

Jair Bolsonaro participou na noite de quarta (03) na embaixada dos Estados Unidos em Brasília de evento alusivo aos 243 anos da independência dos EUA que comemorados no dia 4 de julho, e afirmou que prentende convidar Donald Trump para se reunir com países da América Latina para discutir a situação da Venezuela. "Talvez ele compareça à América do Sul, onde reuniremos presidentes de países que abandonaram a esquerda e foram para o centro ou centro-direita, porque nós temos um problema aqui ao norte do Brasil, que não é apenas nosso, é de todos aqueles que amam a liberdade e não queremos que outros países enveredem nessa direção" disse o primeiro presidente brasileiro a participar da comemoração na embaixada dos EUA, onde posou de astronauta com o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, em um painel no local. (Com O Globo)

   Leia a coluna de hoje clicando aqui em Marco Eusébio in Blog

Comentários