Justiça

Gaeco cumpre 17 mandados contra fraudes em licitações do Hospital Regional

A investigação visa o combate às fraudes em licitações e mira organização criminosa responsável pelo esquema envolvendo equipamentos médicos

Viatura do Gaeco em frente ao Hospital Regional de Campo Grande (MS)Foto: Henrique Kawaminami Viatura do Gaeco em frente ao Hospital Regional de Campo Grande (MS)Foto: Henrique Kawaminami

O Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público, deflagrou hoje (30) a Operação Reagente, que cumpre 17 mandados judiciais em Campo Grande, esta manhã, três de prisão preventiva e 14 de busca e apreensão.

A investigação visa o combate às fraudes em licitações junto ao Hospital Regional da Capital sul-mato-grossense e mira organização criminosa responsável pelo esquema envolvendo equipamentos médicos.

Na quarta-feira (28), a Operação Carta Convite cumpriu 8 mandados de busca e apreensão contra empresas suspeitas de fraudes em concursos públicos.

Comentários