Brasil

Indulto a condenados pelo crime de corrupção vai contra o desejo da população, diz Ana Amélia

Jefferson Rudy/Agência Senado Jefferson Rudy/Agência Senado

A senadora Ana Amélia (PP-RS) manifestou em Plenário, na quarta-feira (28), preocupação com o julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) da ação referente ao indulto de Natal de 2017, concedido pelo presidente da República, Michel Temer.

O indulto beneficia presos considerados sem periculosidade que tenham cumprido 20% de suas penas.

Os ministros do STF estão julgando liminar do ministro Luís Roberto Barroso. O ministro, que já apresentou seu voto no julgamento, defende a retirada dos condenados pelo crime de corrupção do grupo de beneficiados pelo indulto de Temer.

Uma eventual derrubada da liminar poderia beneficiar 22 condenados em decorrência da Operação Lava Jato, segundo Ana Amélia.

Ela destacou que qualquer decisão que permitisse isso, iria contra o sentimento da imensa maioria da população brasileira.

Mas se você estimula e premia o corrupto, premia quem pratica o crime do colarinho branco, você está indo na contramão daquilo que a sociedade quer, que é exatamente a punição exemplar e severa de quem roubou o dinheiro público, que falta para a saúde, para a segurança, para a educação — disse Ana Amélia.

Comentários