Home / Agronegócio / Aprosoja projeta redução de 2,3% na produção de soja de MS na safra 2017/2018

Aprosoja projeta redução de 2,3% na produção de soja de MS na safra 2017/2018

Decréscimo de produção deve ocorrer principalmente em razão da queda de produtividade das lavouras.

Evento em Ponta Porã nesta segunda-feira marcou o início do plantio de soja no estado na temporada 2017/2018 (Foto: Aprosoja-MS/Divulgação)

O plantio da safra 2017/2018 de soja foi aberto oficialmente nesta segunda-feira (18), em Mato Grosso do Sul. Um evento na fazenda Agropastoril Jotabasso, em Ponta Porã, marcou o início da semeadura do novo ciclo.

No evento, a Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul (Aprosoja/MS), apresentou as projeções para a nova temporada. De acordo com a entidade, neste ciclo deve ocorrer um aumento de 1,78% na área cultivada, que deve passar de 2,53 milhões de hectares para 2,58%, mas, em contrapartida deve ocorrer uma redução da produtividade média de 3,74%, passando de 56,1 sacas por hectare, para 54 sacas por hectare. Com isso, a produção deve cair das 8,5 milhões de toneladas da safra passada para 8,3 milhões de toneladas.

Segundo o presidente da Aprosoja/MS, Christiano Bortolotto, a temporada passada foi de resultados agrícolas excepcionais e a nova temporada é de ajuste.

“A produção e a produtividade foram ‘fora da curva’ na safra 2016/2017. Portanto, agora, o ciclo 2017/2018 é uma safra de ajuste. Quando vamos fazer uma projeção de safra, precisamos projetar algo dentro da realidade possível que entendemos como viável, e os números que apresentamos consideramos viáveis”, analisou o presidente.

Em razão deste contexto, Bortolotto, ressalta que mais do nunca o agricultor vai precisar estar muito atento ao mercado e controlar seus custos de produção.

“Vemos essa nova safra com boa perspectiva, mas também com cautela. O produtor precisa entrar nesta safra atento a momentos de comercialização, vender com muito cuidado, estar atento aos riscos para não fazer operações que deem prejuízo porque é uma safra de estreitamento da rentabilidade, principalmente devido aos preços baixos”, analisa.

Cerca de 400 pessoas participaram nesta segunda-feira da abertura oficial do plantio da nova safra de soja. Entre as autoridades estiveram presentes: o secretário estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, o superintendente de Meio Ambiente, Ciência, Tecnologia, Produção e Agricultura Familiar, Rogério Beretta, o prefeito de Ponta Porã, Helio Peluffo, o chefe-geral da Embrapa Agropecuária Oeste, Guilherme Asmus e o diretor financeiro da Fundação MS, Andre Dobashi, entre outros.

Por G1 MS

Comments

comments

Publicidade de Exemplo

Sobre administrador

Veja Também