Home / Destaque / Prevenção e erradicação do trabalho infantil pautam seminário em Dourados no fim de setembro

Prevenção e erradicação do trabalho infantil pautam seminário em Dourados no fim de setembro

Inscrições são gratuitas e devem ser feitas até o dia 21 no site da Prefeitura de Dourados

Prevenção e erradicação do trabalho infantil pautam seminário em Dourados no fim de setembro – Foto: Divulgação

Nos próximos dias 25 e 26, a Comissão Municipal de Erradicação do Trabalho Infantil e a Prefeitura de Dourados, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, realizam o “Seminário de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil”, cujo objetivo é estimular a adoção de práticas cotidianas que potencializem a denúncia, o combate e a eliminação dessa irregularidade.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas no site da Prefeitura – http://peti.dourados.ms.gov.br – até o dia 21 de setembro. Os participantes receberão certificado de 12 horas.

Atividades

A abertura será às 19h do dia 25, no auditório da Associação Comercial e Empresarial de Dourados (Aced), com palestras e debates a respeito do tema. Entre os destaques, está a participação da procuradora do Trabalho Cândice Gabriela Arosio, que abordará “O papel do MPT no combate ao Trabalho Infantil”. A programação ainda inclui palestra sobre “Aprendizagem Profissional como alternativa ao Trabalho Infantil”, a ser ministrada pelo auditor-fiscal Carlos Alberto Sfeir.

Já no dia 26, acontecerá a “Oficina de Formação para Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil” nos períodos matutino e vespertino.

O evento é direcionado a gestores, conselheiros dos Direitos da Criança e do Adolescente, técnicos da assistência social e representantes da sociedade civil organizada, além de trabalhadores da Saúde, Educação, empresários, acadêmicos e outras pessoas envolvidas com a rede de proteção.

É considerado trabalho infantil aquele realizado por crianças ou adolescentes com idade inferior a 16 anos, salvo na condição de aprendiz a partir dos 14 anos. “É preciso cuidar das crianças e dos adolescentes, para que não sejam submetidos a nenhuma atividade que cause prejuízo à sua moral, à sua saúde e ao seu desenvolvimento físico, intelectual e psicológico. O trabalho entre 16 e 18 anos é permitido desde que seja de forma protegida, sendo proibidas atividades perigosas, insalubres e o trabalho noturno”, observa a procuradora.

Programação

25/09/2017

19h – Mesa de abertura

20h – Palestra: O papel do MPT no combate ao Trabalho Infantil
Palestrante: Cândice Gabriela Arosio – Procuradora do Trabalho

20h30 – Palestra: Aprendizagem Profissional como alternativa ao Trabalho Infantil
Palestrante: Carlos Alberto Sfeir – Auditor-Fiscal do Trabalho

26/09/2017

“Oficina de Formação para Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil”
Ministrante: Maria Isabel da Silva – Especialista e Consultora Individual para Formação sobre a temática

7h30 – 8h – Mesa de Abertura

8h – 11h30 – Exposição Dialogada:

– Trabalho Infantil: O que é?

– Mitos e Verdades sobre o Trabalho Infantil

– Consequências do Trabalho Infantil para as crianças e adolescentes

– Conhecendo a realidade: Dados do Trabalho Infantil no Brasil, no MS e em Dourados

11h30 – 13h – Intervalo para Almoço

13h – 16h30 – Exposição e Diálogo:

– Redesenho do PETI: A importância da intersetorialidade nas ações de prevenção e erradicação do trabalho infantil: papel de cada política e/ou instituição

– Estudo de casos de trabalho infantil

16h30 – 17h – Encerramento

Serviço
Data: 25 e 26 de setembro de 2017
Horário: 19h
Local: Auditório da Associação Comercial e Empresarial de Dourados (Avenida Joaquim Teixeira Alves, 1.480 – Centro, Dourados – MS)

Fonte: Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso do Sul

 

Comments

comments

Publicidade de Exemplo

Sobre administrador

Veja Também