Home / Destaque / Golpistas usam carta em nome da Justiça para enganar aposentados de MS

Golpistas usam carta em nome da Justiça para enganar aposentados de MS

Notificação contém diversos erros

Um novo golpe está sendo aplicado a aposentados e pensionistas federais. Notificações que informam sobre sentença favorável com altos valores em nome do TJDFT (Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios) são falsas, segundo o próprio tribunal.

A fraude não é novidade. Em dezembro de 2016 o TJDFT já emitiu comunicado sobre a utilização indevida do nome de Varas Judiciais do Distrito Federal. De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, as falsas notificações são enviadas de tempos em tempos, com números de telefones e e-mails diferentes.

O TJDFT informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que não realiza ligações telefônicas e não envia correspondências para notificações ou solicitar qualquer espécie de depósito bancário ou pagamento. Conforme orientação da Ouvidoria do TJDFT, o órgão notifica os beneficiários apenas através oficiais de justiça.

A notificação contém diversos erros ortográficos e até jurídicos, mas que podem passar despercebidos por algumas pessoas. Uma idosa de 77 anos foi uma das pessoas que recebeu a notificação em Campo Grande. Ela teria mais de R$ 63.000,00 a ser resgatado.

Segundo um familiar, seu esposo, já falecido, era servidor federal. Questionada sobre o fato de ter entrado com ação em relação ao benefício, ela disse não se lembrar. A idosa afirmou também que outros conhecidos também receberam a correspondência semelhante.

Os familiares tentaram contato pelos telefones indicados na notificação, porém não conseguiram atendimento em nenhum deles. Além disso, a correspondência foi endereçada para a residência de uma das filhas da idosa. Tais características causaram estranhamento e levaram os familiares a suspeitar que a notificação seria uma tentativa de golpe.

Fonte: Midiamax

Confira o teor da notificação:

 

Comments

comments

Publicidade de Exemplo

Veja Também